Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cardilium

Cardilium

Rugas

Já tenho rugas na voz de tão embargada que está,

Já tenho dobras no sorriso,

E a rir choro vincos.

 

Já tenho mãos abreviadas,

Pelas escolhas preferidas,

E lágrimas molhadas de sal.

 

Já tenho dores que bastem,

Alegrias que me abastem,

Como o céu colorido de fogo largado em lembrança.