Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cardilium

Cardilium

pavorosos que os amor nos tome

esmorecidas e empoeiradas tardes de verão,

para animar,

o céu num convite inesperado dá a mão à terra e puxa-a para a beijar,

a terra deixa-se ir e pensa: - os anos que esperei por ti céu –

o céu pensa: - se eu soubesse desta anti resistência aos anos que já te tinha dado a mão –

somos todos terra,

somos todos céu,

pavorosos que os amor nos tome.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.