Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cardilium

Cardilium

Mais mar do que medo

"... Não. 

 

Como posso sentir o que não semeaste nesta agonia escanzelada e vil que não é senão e somente um espírito alucinado sem razão ou pertença, uma delirante fantasia procriada neste avassalador sentir que nego. 

 

Ontem, o céu acobardou-se em mim, achou-me um bom cúmplice para desabar em trovoada.

 

Adormeci no último relâmpago que escutei, morto no frio que se sepultou no meu peito. 

 

Acordo agora neste despertar em que a luz do sorriso me empurra para norte, onde a falésia amante do mar me espera recatada. 

 

Há mais mar do que medo. 

Há menos medo do que mar ..."