Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cardilium

Cardilium

estátuas vivas

Discurso de dois tipos que são o mesmo, numa história que não se deu, onde havia uma rapariga que afinal não existiu.

 

Fomos quase amigos disseste-me tu, errante carregado de desculpa purgatória.

Quase amigos? Eu fui mesmo amigo respondi-te. Eu convidei. Eu sugeri. Eu respeitei. Eu alterei. Eu arrisquei. Eu despi-me. Eu quis estar. Eu ralhei. Eu gracejei. Eu parti. Eu fiquei, e depois de tudo isto dizes-me:  - Fomos quase amigos.

Não. Não fomos quase amigos. Eu fui amigo. Eu quis muito ser amigo e se fomos quase amigos, foi porque tu não quiseste a minha  parte de amizade que eu te dei.

Agora sou “amigodistante”. Esta forma inventada de proteger a amizade. Assim sendo, fomos quase amigos, não por essa errante desculpa purgatória, mas por outra coisa qualquer que não vem mais ao caso.

Quinhentos dias bastam ao meu entendimento.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.