Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cardilium

Cardilium

Casa das folhas

Os passos que deixo a chiarem com a madeira,

as janelas sem o tempo que o tempo destruíu,

o velho estendal sem corda,

o galinheiro sem telhado,

a casa do cão sem cão,

as silvas como inquilinos,

as portadas a meia porta, 

os ninhos aninhando as primeiras folhas secas derrubadas pela chuva.

 

Na cidade,

tudo composto sem sorrisos que acompanhem.

Na aldeia,

os sorrisos decompostos com a vontade de ficar,

com vontade de reconstrução e sonho. 

Casa das folhas rasgadas em mim e terra que me suporte.

20200920_140115.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.