Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cardilium

Cardilium

Boas realizações, resoluções de novo ano, e as minhas decisões a 31 Dezembro de todos os anos

A melhor forma de não me enraivecer com as datas em que dizemos estas barbaras palavras acerca de realizações, resoluções ou as minhas decisões são: - é o silêncio -.

 

O silêncio impede-me de dizer três dúzias de obscenidades vernáculas acerca do tema, que mais tarde me viria a arrepender e, a continuar tudo na mesma. O silêncio nem tem muito a ver com arrependimento, porque não me importava nada de me arrepender se isso mudasse alguma coisa, mas como não muda nada, só perco tempo, arrependo-me e, nada muda.

 

O pior. Esta maldita época de resoluções, realizações e decisões, tem o condão de ser epidémica, viral e catártica. Ainda pior do que pior, pega-se a pessoas que amo, e parece-me que as palavras que dizem e as letras que escrevem me soam a desconhecido. Horrível.

 

Realizações? mesmo as de cariz sexual, não são coisas que me entrem, e eu que gosto tanto de amor aos rebolões. 

 

1 comentário

Comentar post