Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cardilium

Cardilium

Arvore de pétalas

Já me cansa o peso das pernas na minha vida,

A expressão que sinto fugir de mim,

É indelével e rude.

 

Vi esta manhã a árvore que vejo todas as manhãs,

Em todas as anteriores manhãs reparei na árvore que vejo, em todas as manhãs.

 

Todas as manhãs contemplo a árvore e os meus lábios tocam nos teus,

Mesmo sendo todas as manhãs não me cansam,

Nem os teus lábios, nem a árvore,

E Todas as manhãs me presenteiam,

Com beijos de cheiro a pétalas,

Pétalas das flores que eu mais gosto.

 

Em todas as manhãs da minha vida,

Vejo a árvore, os teus lábios, e cheiro as pétalas da minha flor preferida.

 

Esta manhã vi a árvore que vejo em todas as manhãs.