Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cardilium

Cardilium

Matos verdes

 

Minha boa, querida, fiel e única amiga. Como te disse esta noite, as palavras entre nós só atrapalham. Dizer que gosto de ti é ridículo. Os anos, o que passámos e passamos juntos, definem-no. Sabes que estou contigo. Retirar-me-ei na tua hora. Quero estar sem barulho, com a minha luz. Celebrarei numa madrugada o êxito da tua vida. Ontem em retrospectiva falamos da tua caminhada. Do teu pai, dos teus irmãos, dos amigos dos teus irmãos, e de tudo o mais que não vem ao caso. Falei te de mim. Sei que me entendes como poucos, que estás do meu lado, que te preocupas e disponibilizas. Sinto a viragem da tua caminhada. És mais sombra que sol. Vais dobrar, tal qual os navegantes fizeram do Bojador, Boa Esperança. Esperançado por ti, esperançado por mim. A ti nada te foi oferecido, sempre foi a ferros conseguido. Se fosse fácil não era para ti. Estarei por cá…