Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cardilium

Cardilium

“no fundo era boa pessoa”

Galopam gritos de alerta através do dia e da noite. Fascínios azuis pedem ordem para se ausentarem. Danço de roda em roda com os pares trocados. O dia já leva muitas horas e a noite ainda se esta a pôr. No refúgio, o alento dá-me vida. Misturo as gotas que transpiro com o cheiro a pele. Os lençóis encharcados pedem a dose para acordar. Os cavalos soltos nas veias pensam em partir. No sussurro embriagado alucino. Perco de vista o pensamento. Durmo em sobressalto com a angústia de acordar. Adormeço solenemente após a última dose. Foi assim que partiu mais um conhecido. A cena do costume encontraram-no roxo. Linda cor. Roxo alilesado. A cena do costume. A onda moralista do: “no fundo era boa pessoa”. Dividiu a vida entre a liberdade, a liberdade condicional e a prisão. Escolheu mal nesta vida. Desejo amigo que acertes na próxima.