Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cardilium

Cardilium

"Ode a ceixe"

As cores são dádivas para os olhos.

Castanhos, verdes, azuis,

Distribuídos pelas rochas,

Semeadas de cactos encanto,

Agua, sal, vento e gaivotas.

 

Fardos aprumados de feno dão Alentejo à paisagem,

Dispostos à branca espuma de um mar batente,

Barcos abraçados predem-se no cais ondulante,

A faina aguarda a maré,

A esperança aguarda a divina a ordem de partida.

 

Benévolo regresso esperado,

A pele escura e sábia habita os homens deste lugar,

Vivências apalavradas,

Angustias construídas,

Decididas.

 

Não desistentes,

O mar corre feito sangue no sal das suas veias.