Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cardilium

Cardilium

Não sou a perfeição que dizias ver em mim

Não sou a perfeição que dizias ver em mim.

Sou somente a pele queimada pelo tempo, a miséria fecundada de passado, a tristeza misturada com as noites de cheiro a álcool e a tentativa de fugir daquela rua de mulheres com decotes distraídos, onde atraca a fadiga e o sossego de Marraquexe.  

Sou tudo que me escreveste, a minha própria masmorra, o val de mar furado e o regresso à cidade, depois de deixar "malmequeres" na campa que te perpetua.

Quem sou eu para discordar dos sonhos?

Quem sou eu para discordar dos sonhos ou não permitir que as vísceras tenham vida própria?

Quando o tempo não tem medida certa e os passos acertam o compasso, fragmentos de felicidade caem em sorrisos de olhos brilhantes, sem repararmos que o dia já nasceu e está a caminho de nos abraçar.

07 OUT 23

Desentusiasmo normal da desnecessidade de um dia que só tem sentido contratualmente, eu, que sou mais alma de silêncio do que de burburinho.  Ainda assim, cheio de um amor infindável de pai, serei mais comunhão e caminho do que outra coisa qualquer, e, como sempre, estou cá no teu berço seguro, menina/filha/mulher.

Saúde. Diverte-te.