Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cardilium

Cardilium

Gosto de ser rijo!... :-)

 

Num sorriso deito uma corda ao arco-íris e balanço-me. Descanso das noites em que acordo sem dormir. Das noites em que não paro de escrever, com luz ténue e tremula. Das noites em que misturo pensamentos, sentires, textos assimilados, café com bolachas, agua, chá, cigarros de varanda e lua. Noite em que revejo o descer para Tarifa debruada com montes marroquinos. Misturo tudo e teimo em não me deitar. São as noites que movem os dias, em que pela manha despejo as leituras noctívagas. Almoço agua e começa a empreitada seguinte. È assim dia após dias nos últimos cinco Janeiros e Junhos, por vezes prolongados com Fevereiros e Setembros. Esconde-se já o próximo Junho. Mostra-se já o próximo Setembro. Não é o fim, é apenas uma etapa que se dobra com a próxima. Não quero mais parar. Não me apetece. O cansaço e a pressão altera-me o estado de espírito. Não nasci para viver sóbrio. Alienar-me condena-me. Acordado, roubo mais tempo ao tempo que me resta dormir. Contemplo instante após instante o celebrar do sonho que me rouba ao dormir. Gosto de vozes. Vozes roufenhas e coloridas. Gosto de gestos, gestos dançantes ao ritmo das vozes. Gosto de segredos. Segredos que guardo mil anos. Gosto de visitas. Gosto de ser rijo!... J

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.