Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cardilium

Cardilium

Num arrepio continuado

Num arrepio continuado

Elevam-se os meus poros.

A tua boca encontra a libido que despertas.

O conjunto fascina-me.

De dois fazer um é o alcance que consegues.

A rapidez como pensas o vento

Solto-me como se sozinho existisse.

Sob a luz avassaladora adormeço.

Cheira a terra e flores o teu leito,

É feito de sonhos,

Alcanço o coração.

Sonho que sou feiticeiro

Que transformo e invento palavras

Que alienado invento o mar.

Que do abismo faço o paraíso.

E do teu nome felicidade.